Regulamento Prova

O PORTUGAL MTB é uma competição de BTT pertencente a categoria UCI S2 por etapas (XCS), composta por um prólogo e 5 etapas de maratona (XCM) que apenas pode ser disputada em equipas de 2 atletas (duplas). A equipa têm que correr junta por toda a distância da corrida, cuidando de si e dos seus equipamentos. A competição realiza-se nos dias 10, 11, 12, 13, 14 e 15 de Abril de 2017, começando na cidade de Viseu. A competição segue o regulamento técnico e desportivo da UCI (União Ciclística Internacional) nas categorias UCI ELITE MASCULINO e UCI ELITE FEMININO.

2.1 As regras abaixo destinam-se em ser definitivas e completas. A competição cumprirá na integra os regulamentos da UCI para as categorias UCI ELITE MASCULINO e UCI ELITE FEMININO e o regulamento da prova para as restantes categorias.

2.2 O incumprimento de alguma das regras resultará em uma penalidade, que poderá incluir a desqualificação de um atleta, em determinadas circunstâncias.

2.3 A interpretação de qualquer regra pelos Comissários será final e obrigatória para todos os atletas da prova.

3.1 Todos os atletas portugueses na prova são obrigados a apresentar seu documento de identidade no momento do registo no secretariado. Todos os ciclistas internacionais serão obrigados a apresentar o passaporte.

3.2 A idade mínima de participação é de 19 anos, completos em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada.

3.3 Há oito categorias para as equipas, que são:

  • UCI Elites Masculinos
  • UCI Elites Femininos
  • Elites Masculinos
  • Elites Femininos
  • Master 30
  • Master 40
  • Master 50
  • Mistas

3.4 Os participantes podem se inscrever em qualquer uma das seguintes categorias:

  • UCI ELITE MEN. Dois homens que devem ter 19 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Ambos têm de ter licença Elite UCI homologada, cumprir estritamente toda as normativa UCI, competindo para pontos UCI e prémios monetários na classificação geral e por etapa.
  • UCI ELITE WOMEN. Duas mulheres que devem ter 19 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Ambos tem de ter licença Elite UCI homologada, cumprir estritamente toda as normativa UCI, competindo para pontos UCI e prémios monetários na classificação geral e por etapa.
  • ELITE MEN. Dois homens que devem ter 19 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada.
  • ELITE WOMEN. Duas mulheres que devem ter 19 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada.
  • MASTER 30. Dois homens que devem ter 30 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Titulares de licenças categoria Elite não podem competir nesta categoria.
  • MASTER 40. Dois homens que devem ter 40 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Os titulares de licença Elite ou Master 30 não podem competir nesta categoria.
  • MASTER 50. Dois homens que devem ter 50 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Os titulares de licença Elite, Master 30 ou 40 não podem competir nesta categoria.
  • MISTAS. Uma mulher e um homem que deve ter 19 anos ou mais em 31 de Dezembro do ano em que a competição é realizada. Os atletas UCI têm de ter licença de competição emitida pela sua federação nacional de ciclismo homologada pela UCI, como escalão de Elites.

3.5 Os atletas que pretendem participar na categoria ELITE UCI (masculino, feminino) devem estar na posse de uma licença anual de ciclismo. Estes competem por pontos UCI e por prémios monetários tendo para isso de cumprir estritamente todas as normas da UCI. (Nota: Todos os atletas não pertencentes a Federação Portuguesa de Ciclismo devem comprovar junto da Federação do seu país que o seguro que possuem está ativo em Portugal.)

3.6 Se um atleta não faz equipa com outro atleta do mesmo grupo de idades ou categoria de licença, a categoria da equipa vai ser atribuída automaticamente pela idade do atleta mais novo. Isto não será aceite para aqueles que queiram competir nas categorias de ELITE UCI.

4.1 Somente bicicletas de BTT em boas condições e "prontas para competir" serão permitidas.

4.2 Para efeitos da regra 4.1, "prontas para competir" significa o seguinte:

  • 4.2.1 O dorsal com o número de inscrição deve estar corretamente colocado e visível para o comissário.
  • 4.2.2 O dorsal deve ser exibido, conforme orientações recebidas no momento do registo no secretariado.
  • 4.2.3 A bicicleta deve estar em perfeitas condições de segurança, conforme o critério do comissário.
  • 4.2.4 As extremidades do guiador e extensões de guiador devem estar ligadas e não podem ter arestas cortantes ou irregulares.

4.3 Cada atleta é responsável pela manutenção da sua própria bicicleta durante toda a prova.

4.4 Em todos os casos de manutenção e reparação, os atletas são obrigados a completar a distância total do percurso e deve completar a etapa dentro do tempo máximo. Tempo gasto em manutenção e reparação, não terá apoio no tempo máximo.

5.1 Cada atleta deve usar um capacete em todos os momentos na parte ativa da prova.

5.2 Todos os capacetes devem respeitar as normas UCI.

5.3 Ambos os atletas da equipa devem andar com jerseys de ciclismo, de preferência idênticos.

5.4 Nenhum atleta pode vestir qualquer versão (original ou réplica) de uma Jersey de líder.

6.1 Os atletas devem andar junto do seu companheiro de equipa em todos os momentos, e devem permanecer dentro do tempo de separação máxima permitida, ou seja, 2 minutos.

6.2 A separação dos atletas pode ser medida no início e no final de cada etapa e em vários pontos de controlo, mas também pode ser avaliado em qualquer momento durante a prova.

6.3 A separação dos atletas pode ser medida mais de uma vez durante toda a etapa, e penalidades podem ser aplicados a cada ocorrência de separação entre eles fora do limite de tempo permitido durante uma etapa.

6.4 O reboque entre atletas, por meio dispositivos mecânicos não é permitido.

7.1 Ambos os atletas de uma equipa devem exibir sempre os números identificativos (dorsal e frontal).

7.2 Os números das bicicletas (frontal) dever manter-se firmemente fixados na parte dianteira da bicicleta, e não podem ser obstruídos por cabos ou outros itens. Os frontais ou dorsais não podem ser modificados (ex. Cortados).

7.3 Os números posteriores (dorsal) devem estar anexados ao atleta todo tempo em uma posição visível, quer na Jersey ou na parte de trás da sua mochila de hidratação. O atleta não será penalizado se o seu número for escondido pelo uso de uma capa para a chuva.

7.4 Nenhuns dos logos oficiais de patrocinadores do PORTUGAL MTB podem ser removidos ou escondidos pelos números de competição e/ou podem ser escondidos de qualquer forma.

7.5 Os líderes da prova e de categorias são obrigados a usar o Jersey de líder, fornecidos pelos organizadores.

7.6 Os atletas de pódio e líderes da categoria geral devem estar presentes na cerimónia de premiação na linha de chegada (se aplicável) e na cerimónia de premiação diariamente (a definir mediante as localizações das etapas), incluindo a cerimónia final.

8.1 Uma das etapas da corrida pode ser um prólogo e / ou um contra-relógio de equipa.

8.2 A participação no prólogo é obrigatória para todas as equipas. O tempo do prólogo conta para o tempo total da equipa e classificação geral.

8.3 Cada equipa receberá uma hora de largada pré-avisada para o contra-relógio / prólogo. É de responsabilidade de o atleta conhecer a sua hora de início.

8.4 Os atletas devem alinhar na partida, pelo menos, 15 minutos antes da hora de início da etapa.

8.5 Se uma equipa perder o seu tempo de partida, serão autorizados a iniciar ao critério do comissário de start.

8.6 Os organizadores podem prever um reconhecimento de percurso.

9.1 A box de partida abre 30 minutos antes do início de cada etapa, a menos que seja comunicado de outra forma.

9.2 As box de partida são definidas pela classificação geral na prova, e os organizadores podem ainda atribuir outros critérios para cada box.

9.3 As boxes serão fechadas 5 minutos antes do seu horário de início. As equipas, que chegarem atrasadas, deverão começar no final das boxes.

9.4 Os atletas devem entrar na box com toda sua equipa e com suas respectivas bicicletas. Uma vez dentro, devem lá permanecer.

10.1 Os atletas devem completar o percurso total designado e distância de todas as etapas, incluindo o tempo do prólogo.

10.2 Somente os atletas que completarem cada uma das etapas dentro do tempo máximo de cada de etapa, serão qualificados como finalistas oficiais da prova.

10.3 A distância real da prova ou da etapa pode variar da distância publicada ou informada anteriormente.

10.4 O atleta deve sempre seguir o trajeto oficial, obedecer às instruções dos comissários de percurso, e não pode tomar quaisquer atalhos ou outra vantagem de natureza semelhante contra seus concorrentes. A responsabilidade de acompanhar o percurso oficial é de cada atleta.

10.5 Os atletas que saírem do percurso pré-estabelecido por qualquer motivo, devem retornar ao mesmo no ponto exato de onde saíram.

10.6 Quaisquer caminhada feita por um atleta, que seja realizada sem a intenção de reencontrar ou retornar para o percurso, ou de qualquer outra atividade em violação das regras, ocorrendo fora da área do percurso estabelecido marcado, não é permitido e será devidamente penalizado.

11.1 Os organizadores da corrida podem, a qualquer momento, proibir qualquer outro item de equipamentos (excepto equipamento essencial de ciclismo) a seu critério, e os atletas devem estar sempre em conformidade com tal proibição.

12.1 Somente os tempos totais de cada equipa serão revelados e anunciados, porém tempos individuais de cada ciclista serão registados para fins de estatísticas da separação de cada atleta para fazer valer a regra dos dois minutos de distância.

12.2 O tempo da equipa é determinado pelo momento em que o segundo membro da equipa passa a linha de chegada/pórtico.

12.3 O atleta não pode ter mais do que um chip, e nenhum atleta pode repassar o seu chip para ninguém em qualquer altura da prova.

12.4 A linha de partida permanecerá aberta por 15 minutos após a hora de início da etapa.

12.5 Qualquer atleta que não puder estar na sua hora de início, deve informar o comissário da partida dentro de 15 minutos depois do horário de início, para então solicitar a aprovação de um início tardio.

12.6 Nenhum atleta ou equipa pode iniciar a prova atrasado sem aprovação de um comissário.

12.7 O atleta que não iniciar uma das etapas será automaticamente desclassificado.

13.1 Os tempos máximos de cada etapa serão determinados de acordo com o comprimento de cada etapa e o terreno a ser coberto. Tempos máximos de cada etapa serão incluídos no site e no registo da corrida, mas podem ser alterados pelos organizadores da corrida à sua descrição. Todas as variações serão comunicados aos atletas no briefing da etapa, feito na noite anterior a mesma.

13.2 O tempo máximo permitido para cada etapa da prova será o tempo anunciado para completar a mesma ou 2x o tempo do vencedor (ou seja, se o tempo do vencedor for maior que a metade do tempo comunicado no briefing, então o tempo máximo permitido será automaticamente ajustado para o dobro do tempo do vencedor).

13.3 Os atletas podem cruzar a linha de chegada a pé, desde que tenham consigo suas bicicletas.

13.4 Os organizadores da corrida poderão designar pontos intermediários de corte que devam ser alcançados dentro de horários específicos em cada etapa. Todas as equipas que falharem, serão impedidos de continuar a prova, retirados do percurso e classificados como DNF (“não terminou”) na etapa respectiva.

13.5 Os organizadores da corrida poderão, a qualquer tempo, impor adicionais pontos de corte, devido a razões de segurança. As disposições da regra serão aplicadas aos atletas que ainda não atingiram o designado ponto de corte dentro do tempo previsto, ou, na opinião exclusiva dos organizadores da corrida e comissários, não irão razoavelmente ser capazes de fazê-lo. Qualquer atleta não capaz de completar uma fase será transportado para a meta.

13.6 Se um atleta não pode continuar a prova por qualquer motivo, todo o esforço será feito para transportá-los e sua bicicleta para o fim da etapa.

14.1 Qualquer atleta que não completar uma etapa dentro do tempo máximo estabelecido, será classificado como um atleta Fita Azul.

14.2 O atleta Fita Azul terá direito a continuar na prova (ou seja, podem começar a etapa seguinte), mas não vão ser classificados como finalistas oficiais.

15.1 Os organizadores da prova podem cancelar qualquer etapa, a qualquer momento, a seu critério, devido a preocupações de segurança ou qualquer outro motivo que considerem adequado.

15.2 Caso as 3 primeiras equipas de cada categoria tenham concluído a etapa, anterior ao momento em que é cancelado, tal etapa será classificada como uma etapa oficial da prova e contarão para os resultados gerais. Caso menos de três equipes tenham acabado em qualquer categoria no momento do cancelamento, a etapa não constituirá uma etapa oficial e serão desconsideradas para efeito dos resultados globais.

15.3 Quando uma etapa for cancelada contarão para os resultados globais aos atletas que estiverem em curso no momento do cancelamento, sendo a eles atribuído um tempo com base numa percentagem do tempo que o vencedor da etapa tiver feito.

15.3 Qualquer atleta que se retira de uma etapa antes dela ser oficialmente cancelada será classificado como um DNF.

16.1 Durante a cerimónia de entrega de prémios de cada etapa, serão chamados ao pódio os três primeiros classificados da etapa, nas seguintes categorias: ELITES UCI (Masculina e Feminina), Elites (Masculina e Feminina), Master30, Master 40, Master 50 e Mistas.

16.2 Durante a cerimónia de premiação de cada etapa, serão chamados ao pódio os primeiros colocados (líderes jerseys), nas seguintes categorias: ELITES UCI (Masculina e Feminina), Elites (Masculina e Feminina), Master30, Master 40, Master 50 e Mistas.

16.2 As Equipas com pódio e líderes gerais da categoria deve estar presentes na cerimónia de premiação linha de chegada (se aplicável) e na cerimónia de premiação, incluindo a cerimónia final.

17.1 A competição nem sempre têm uso exclusivo de quaisquer vias públicas ou privadas durante todo o trajeto.

17.2 Todos as regras de transito devem ser cumpridas em todos os momentos durante a prova.

17.3 3 Instruções do staff devem ser rigorosamente respeitadas.

18.1 Haverão postos de controle em cada etapa, durante a qual as regras de separação entre atletas irá ser executada (2 min).

18.2 As equipas que não forem detectadas quando passarem pelos postos de controle serão desclassificadas.

18.3 A localização dos pontos de verificação não serão publicados, e postos de controle ocultos não são excluídos.

19.1 Os atletas devem manter a responsabilidade de levar água suficiente e nutrição com eles.

19.2 Os organizadores do PORTUGAL MTB irão fornecer água nos pontos de água oficiais de cada etapa, que se destina apenas a fins para beber e se hidratar. O uso excessivo de água para outros fins não será permitido nos pontos de água oficiais.

20.1 Assistência médica será fornecido pelos organizadores da corrida.

21.1 Os atletas devem respeitar o meio ambiente em todos os momentos, e ações como, deitar lixo ou danificar o meio ambiente, não será tolerado. Em particular, mas sem limitar a generalidade desta regra, a seguintes ações são especificamente proibidas:

  • 21.1 Deitar fora de garrafas de água, embalagens ou peças de bicicleta.

22.1 Quaisquer reclamações devem ser apresentadas por escrito, entregues ao comissário após o atleta ter cruzado a linha de chegada.

22.2 Um depósito de 50 euros deve acompanhar qualquer reclamação, antes mesmo de ser analisada.

22.3 Se a reclamação for considerada procedente, o depósito será devolvido. Se a reclamação for indeferida, o depósito será mantido e doado para o desenvolvimento e melhoramento da prova.

22.4 Reclamações devem ser apresentadas no prazo de 15 minutos após o atleta cruzar a linha de chegada.

22.5 Reclamações sobre resultados devem ser apresentados no prazo de 30 minutos depois da divulgação dos resultados preliminares.

23.1 É esperado que todos os atletas exibam desportivismo em todos os momentos, e não usem linguagem ofensiva ou abusiva durante a prova, não tenham nenhuma ação de forma anti-desportiva, não desrespeitem os funcionários, ou ignorarem as normas de prova.

24.1 Quando qualquer interpretação de uma regra adicional é necessária, a decisão do comissário será a final.

  • 1 - Líderes – Geral e Escalões
  • 2 - 2º e 3º Geral e Escalões
  • 3 - 4º à 20ª Equipa
  • 4 - 20ª à 50ª Equipa
  • 5 - Restantes Equipas
?>